domingo, 6 de março de 2011

 Achei que seria pior, mas não é. O que eu sinto é uma pontada de raiva, porque, por mais que eu diga o contrario, eu não sei perder. Não sei perder e faço disso um dilema, interior.
 Diante de todos os motivos que você pode ter pra vir falar comigo, nenhum deles me agrada. Não me agrada porque você sempre teve chances e sempre as jogou fora. O pior de tudo é que eu ainda chego a pensar "só mais uma chance, vai que ele muda", mesmo sabendo que você não vai mais mudar. Você sempre foi assim, sempre quis aprender do jeito mais difícil e, dessa vez, você aprendeu. Pena que, pra mim, o seu tempo acabou.
 Seguir minha vida, sabendo que você está vivendo a sua, e bem, não é fácil. Não é fácil, porque eu percebo quão grande é a minha incopetência. Eu poderia te ligar, falar tudo o que eu sinto, te chingar até você desligar o telefone na minha cara e, assim, você se afastaria de vez de mim, mas eu não consigo. Eu sei que vou sofrer mais assim, eu sempre gostei do caminho mais difícil, aquele que me faça aprender mais. Mas, ultimamente, mesmo aprendendo, eu continuo dando a cara a tapa.

 Hoje eu vou dar uma dica de música. Essa música sempre traduziu muito o que eu ando sentindo e, pra variar, é da Fresno ♥-♥ Chama "Porto Alegre". Se quiserem ouvir, tem na minha playlist, ali do lado >

Nenhum comentário: